Sobre Praias e Conforto

13:30

Eu costumava odiar ir à praia. Eu sei como isso soa hoje em dia, mas eu era jovem e tinha essa certeza absoluta que nada na praia podia ser bom, afinal era salgada, quente, com areia, muita gente e muito sol! Em uma palavra, era desconfortável!
Eu era jovem e tinha essa certeza que a vida tinha que ser confortável sempre que possível.

Verdade seja dita,  eu ainda acho a praia salgada, quente, com areia, muita gente e muito sol, e ainda acho, já sem toda aquela certeza, que a vida tem que ser confortável sempre que possível.

Mas eu precisei ir à praia num inverno rigoroso, e num lugar distante e diferente para abrir os olhos e perceber que, porra, esse encontro do oceano com o continente em forma de areia ou pedra é bonito pra diabos! Não tinha sol nem muita gente, é verdade, mas o desconforto da areia, e do sal, e agora de roupas e sapatos de frio na areia, ainda estavam lá!

A verdade é que a gente se acostuma tanto com um modelo de conforto,  que as vezes esquece que ele ele é só isso mesmo, um modelo. E estando em lugares distantes e diferentes, a gente geralmente está mais aberta à experimentar os mais variados modelos de conforto, e então questionar os nosso próprios.

Eu tive que ir longe pra perceber que meu desconforto com nas praias vinha de eu tentar emular ambientes mais fechados e urbanos, num lugar claramente não próprio para isso.

Larguei mão de cadeira,  guarda sol, esteira, chapéu,  bolsa e saída de praia, etc (mas usem filtro solar, filtro solar é importante!) e hoje vou à praia com a leveza de quem acredita que está na praia é pra se molhar, se sujar, torrar no sol. e particularmente hoje, tomar chuva porque Maragogi está chuvosa, mas felizmente eu passei da fase de deixar de aproveitar as belezas de um local por não estar em condições ideais!



You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por seu comentário! :)

Popular Posts

Postagens mais visitadas