Beleza featured

O que é um produto Cruelty Free?

10:00Danuta Raposo Nunes

Na semana passada, neste post aqui falamos um pouquinho sobre ter consciência do impacto social e ecológico que coisas que a gente compra gera. E uma das coisas que eu citei que eu tenho procurado sempre na hora de comprar qualquer tipo de cosmético é saber se a marca ou o produto são Cruelty free. 




Muita gente não sabe, mas até pouco tempo atrás, o Brasil era um pais que não proibia testes de cosméticos em animais, o que significa que essa era uma prática comum na industria cosmética. Mas ai chegou a proposta (PLC 70/2014) que foi aprovada em Março de 2017 e proíbe testes de ingredientes e de produtos cosméticos, veda o comércio de produtos que tenham sido testados em animais e incentiva técnicas alternativas para avaliar a segurança das formulações. Segundo a Proposta, os testes em animais poderão ser admitidos pela autoridade sanitária em situações excepcionais, frente a “graves preocupações em relação à segurança de um ingrediente cosmético” e após consulta à sociedade. A Proposta ainda estipula um prazo de três anos para que as empresas possam atualizar sua política de pesquisa e desenvolvimento e adaptar sua infraestrutura para um modelo de inovação responsável. Noticia completa no site do senado aqui.



Bom, por mais que pareça não ser algo tão importante, (afinal, nós usamos e não temos nada, não é? Quão mal pode fazer ao bichinho?), os testes em animais são uma prática muito cruel e que faz muito mal ao animal usado como cobaia, muitas vezes levando a uma morte agonizante e dolorosa.  Testes em animais são todo e qualquer experimento com animais cuja finalidade é a obtenção de um resultado seja de comportamento, medicamento, cosmético ou ação de substâncias químicas em geral. Geralmente os experimentos são realizados sem anestésicos, podendo ou não envolver o ato da vivissecção (dissecar animais vivos para estudo). Mais detalhes sobre os testes mais comuns realizados aqui.

E para não fomentar essa carnificina toda, surge a alternativa dos produtos Cruelty Free, que são produtos que são feitos sem crueldade animal - ou seja não são testados em animais. Mas dizer isso pode significar, por exemplo, que a empresa não testa o produto final em animais, mas compra de outras indústrias ingredientes que passaram por testes em cobaias. Ou pode significar que todos os componentes foram desenvolvidos, desde a origem, sem o uso de animais. Isso torna usar apenas produtos que não são testados em animais uma coisa muito relativa

A Kah Bachini tem um texto que explica muito bem o porque:

  • TODOS os ingredientes que hoje são usados em cosméticos um dia foram testados em animais;
  • Ser uma empresa cruelty free hoje não garante que ela sempre tenha sido;
  • Nada impede que uma empresa que se diz cruelty free contrate uma empresa terceirizada para realizar testes em animais;
  • Nada impede que uma empresa que se diz cruelty free não teste em animais, mas, compre ingredientes de outra empresa que testa;
  • Algumas empresas marcam o produto final como cruelty free porque ele não é testado em animais, mas alguns ingredientes são;
  • As vezes a gente fica tão preocupado em usar cosméticos cruelty free, que esquece que quase tudo que a gente usa (medicamentos, carros, tintas, alimentos) também são testados em animais
  • (trecho do blog E ai Beleza)

Agora é a hora que você me pergunta: MEU DEUS COMO EU VOU SABER ENTÃO?!?!?! Calma. - existe algumas organizações que também pensaram nisso e criaram formas de nós, consumidores, sabermos que aquele produto/marca realmente tem o compromisso com a não-crueldade.



Selo  “Leaping Bunny” (coelho saltitante), que é concedido a empresas que se comprometem a não realizar testes em animais e não comprar ingredientes de fornecedores que tenham essa prática. .

Selo "Cruelty Free" da PETA, que funciona da mesma forma que o Leaping Bunny, mas o PETA tem uma atuação mais forte pela causa e está sempre atento, denunciando quem desrespeita e apontando quem respeita os animais. Tanto o PEA quanto o PETA tem uma lista com marcas certificadas que não testam em animais e são realmente Cruelty Free, e cosê pode consultar elas aqui (PEA) e aqui (PETA).

Selo "Not tested on Animals", que é concedido a empresas que não fazem testes em animais pela organização Choose Cruelty free e funciona da mesma forma que os anteriores.



Em alguns lugares já é completamente proibido o teste em animais, como na União européia por exemplo, porém existem mercados, como a China, em que os testes em animais não só são permitidos, como são obrigatórios. Na hora de comprar cosméticos internacionais fique atento a isso. Os bixinhos não precisam sofrer pra você ficar bonita.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Cara amei demais essa sua postagem ,é bom pelo menos "tentar"injetar mais realidade no nosso cotidiano com relação a coisas que achamos normais .
    https://street-california.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é! Acho que nos acostumamos muito a ignorar o "como é feito" das coisas da gente para mantermos a conveniência.
      Questionar é sempre algo desconfortável - se você não sabe que marca x que você maltrata animais, polui o meio ambiente ou tem práticas socialmente ruins, você pode ignorar feliz. O saber e ter que fazer algo é que é incomodo...
      Beijos!

      Excluir

Popular Posts

Recent Posts

Formulário de contato