Hello Seattle.

16:29

Olá bonitos da Tia Du. Eu sou a Maia, tenho 28 anos, sou confeiteira, designer, tradutora, youtuber preguiçosa e assim, meio esquisita. Estou aqui pra fazer um especial de viagem sobre Seattle e o que mais eu conseguir mostrar dessa costa oeste do amor.
Primeiro preciso explicar que não estou exatamente em Seattle, mas sim em Bellevue, uma cidadezinha que parece de mentira à mais ou menos 16 Km da terra do grunge. Então vou falar tanto das coisas legais de Seattle quanto de Bellevue que merece um capítulo à parte.
A idéia do Space Needle é que no futuro todos os prédios seriam assim. Aí chega 2017 e tem movimento anti - vacina, quer dizer né, falhamos.

Quando Sr. Maia (a.k.a marido) disse que iríamos passar 3 meses em terras de Tio Sam achei que seria moleza. Tenho um bom nível de Inglês, passei metade da vida absorvendo tudo que as séries, filmes e cultura pop tinham a me mostrar sobre os EUA, “piece of cake” (tecla sap: mamão com açúcar), nada de choque cultural, necas de micos, só alegria!

Que fofura, que gracinha, que sistema métrico cagado.

Vamos começar com a maior idéia de jerico desse povo aqui de cima, moedas que não tem números. Só o valor escrito, por extenso, na letra mais miúda das miudezas de liliput. E pra ajudar o valor também requer interpretação brazel! Pra quê facilitar a vida dos visitantes e escrever 10 cents se você pode ser o “must” e escrever  “a dime”, porque motivo dizer 5 cents se você pode dizer “a nickel”, por quê razão arredondar se você ainda tem moedas de um cent (penny)?  Aí você bela e pimpona ainda no aeroporto em uma das escalas vai comprar um sanduíche e trava nas moedas, faz cara de me acuda por favor, e termina com a moça pegando a bolsa de moedas da sua mão e separando o valor pra pagar a sua conta. Primeiro mico com trumpinhos, check.

A verdade é que exatamente por todo o meu conhecimento dos EUA vir de séries, filmes e internet (estou olhando pra você buzzfeed) todas as coisas acabam sendo algo que eu sempre quis ver de verdade. É como ir pra Inglaterra e ver uma daquelas cabines de telefone, automaticamente você pensa “ai que legal é de verdade”, agora imagina que todos os filmes da sessão da tarde são verdade (pelo menos em parte, ainda não encontrei nenhum mapa do tesouro pirata, infelizmente.)

Casa dos Residentes de Grey's Anatomy 



Você vai tomar seu primeiro café da manhã ( ai se-nhor é uma Dinner, tem refil de café aguado, é igual a filme, terei um treco) e na mesa do lado estão cheerleaders. Real oficial Cheerleaders com jaquetas da escola e laços no cabelo, me segura produção que eu quero pedir uma foto.  O momento fangirl é interrompido com a chegada da comida, um prato gigante (tudo aqui é muito grande, não raramente é fácil dividir os pratos) com ovos mexidos e hashbrowns, a maravilha dourada dos cafés da manhã, a crocância que faltava na sua vida, a melhor coisa já feita com essa joia das américas, a batata.
Com vocês, hashbrowns.
A panqueca e a minha mão.
A ficha vai caindo e a cada vez que você surta por algo do dia a dia (oi, fraternity houses são reais) uma coisa só fica bem clara. Tu veio pra esse país que é pra pagar orangotango, se fosse pra pagar só mico continuava no Brasil.


You Might Also Like

2 comentários

  1. Então ensinei bem..... Micos são pagos e tirados de letra. Não esquente a cabeça e parta pra outra. Um mico só não basta. Micar é acumular experiência de vida. Tem meu apoio e torcida. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nossa, então vou ficar experiente pra caramba pq orangotango é o que não falta. =D brigada paaai

      Excluir

Obrigada por seu comentário! :)

Popular Posts

Postagens mais visitadas