viagem

Sobre minha ida pra Europa - Planejando a viagem

19:02Danuta Raposo Nunes


Oi povo bonito!

Eu sempre gostei de viajar e sempre quis ir para fora do pais. Era um sonho. E ano passado, depois de muito planejamento e muita economia finalmente eu consegui realizar esse sonho (e gastando pouco para uma viagem desse tipo). Arrumei as malas e fui para Paris e Berlim com alguns amigos. Foi tão legal!!! Tivemos momentos maravilhosos (Disney, sua linda, te quero PRA SEMPRE!) e momentos tensos (tipo dormir no aeroporto) mais no final a viagem foi uma experiência ótima! Deixa eu contar para vocês como foi o planejamento dessa ~aventura~:

Uma das primeiras coisas que fizemos, depois que decidimos que iríamos para Paris foi escolher a época do ano. No verão é muito quente, o que acaba te dando muita preguiça de andar pela cidade no solão (e andar pela cidade é uma das coisas que você MAIS FAZ em Paris. Haja sola de sapato!). No inverno é muito, muito frio e você acaba ficando com vontade de ficar embaixo das cobertas tomando chocolate quente e comendo croissants. Então o ideal era ir no outono ou primavera, que são mais amenos e agradáveis. Conciliando as datas de todos, conseguimos ir no início outubro (Outono na Europa) que faz um friozinho bacana, chove um pouco mais ainda continua com um tempo ótimo pra andar a cidade toda.


Segundo passo foi comprar as passagens, mais nesse passo acabamos pisando em falso, e não por culpa da gente. Compramos as passagens com um conhecido que vendia com desconto e que era "confiavel" e nunca tinha dado problema até então mas infelizmente não foi um bom negócio. Tivemos problemas na ida com todas as passagens, tivemos problemas na volta com duas pessoas e no final das contas foi muita chateação pra pouca economia. Com mil reais de diferença teríamos comprado de uma forma mais segura e não teríamos tanta dor de cabeça. 

Então fica a dica: JAMAIS compre passagens de terceiros. Nem se for por ponto, ou se for com desconto, ou por nenhum motivo. Não vale a pena e você acaba tendo prejuízo. Foi uma experiência ruim mas acabou sendo bom para aprender essa lição. Nas próximas viagens vou comprar diretamente com a companhia aérea. Muito mais seguro e tranquilo. No final das contas, gastamos R$ 1.400,00 com as passagens e mais R$ 800 porque tivemos que remarcar para o dia certo das nossas reservas, ficando num total de R$ 2.200,00 (Pouco menos que o preço das passagens para Paris pela TAP, que é uma companhia portuguesa e muito bacana e com preços muito bons. Mamãe super recomenda!)

Depois disso, precisávamos escolher aonde ficar. Paris é uma cidade enorme e divididas em vários bairros ( os arrondissements):

Imagem: Blog Viver Paris

Eles são os seguintes: 1° Louvre; 2° Bourse, 3° Temple, 4° Hôtel-de-Ville, 5° Panthéon, 6° Luxembourg, 7° Palais-Bourbon, 8° Elysée, 9° Opéra, 10° Entrepôt, 11° Popincourt, 12° Reuilly, 13° Gobelins, 14° Observatoire, 15° Vaugirard, 16° Passy, 17° Batignolles-Monceau, 18° Butte-Montmartre, 19° Buttes-Chaumont, 20° Ménilmontant. E apesar dos bairros terem seus nomes, o mais comum serem chamados de 1°, 2°, 3°, etc. O bairro da Torre é o 7º, então o ideal é ficar perto dele, mas em todos os bairros tem atrações ótimas e lugares maravilhosos para visitar. Nós ficamos no 15º (Vaugirard), em Porte Versaille e foi ótimo! 

Juro pra vocês que na hora de escolher aonde ficar eu até considerei hotel, mais hotéis na Europa são muuuuuuuuuito caros. E para nós que não tinhamos muito dinheiro ia ficar fora do orçamento (entenda caro demais pros quebrados pagarem). Resolvemos então procurar um apartamento para alugar no Airbnb, um site que você acha apartamentos em todo o mundo. O apartamento que ficamos (esse) era pertinho do metro, do mercado, do parque de exposições, da estação de Tramway, enfim, foi a melhor localidade que podia ser. E o dono (que é brasileiro!) foi um amorzinho, nos ajudou muito antes, durante e depois da viagem e foi super receptivo. Recomendo demais o apartamento dele e todo o site, que é muito confiável. O aluguel para os 10 dias que ficamos lá foi de $828,00 dólares, com taxa de limpeza e etc. Dividido para 3 pessoas ficou R$ 608.00 para cada uma de nós. Isso era o preço para 3 dias em qualquer hotel.

Fotos: Airbnb (e totalmente fieis ao apartamento!)
Outra dica bacana são os albergues, que tem nível de hotel e preços beeeeem baratinhos. Como tivemos que ficar um dia a mais, acabamos indo para o Arty Paris, que foi muito bacana e Barato. $23 Euros para cada pessoa. R$ 76,00 com café da manhã incluso e bem pertinho do apartamento que ficamos. 

Foto: blog Um Gaucho na Catalunha
Escolhidos o lugar, compradas as passagens, o próximo item foi o dinheiro a levar. Depois de ler muitos blogs, pesquisar em muitos lugares e  conversar com muita gente, decidir levar $100 Euros para cada dia. Dez dias = $1.000 Euros. Na época, o Euro estava a R$3.15, e com as taxas todas pagamos R$ 3.30 para cada Euro. Total de R$3.300, e eu ainda ganhei alguns euros e moedas de presente da mamãe (que foram a salvação da pátria!!). 

Juntando tudo o que fizemos investimento total que fiz na viagem ficou em R$ 6.756,00 - Incluindo Seguro de viagem, ida, volta e hospedagem em Berlim, Disney, Museus, locomoção e alimentação. Fora esse dinheiro não gastei NADA com a viagem.

O planejamento básico para a viagem foi esse. Depois disso tudo resolvido vieram a ida para Berlim, o roteiro de passeios e a Eurodiseny (SONHODEVIVEEEEEEER! Eu amo a Disney, mimdexa!), mas isso é assunto para a parte 2, 3 e 4 (Quantas partes!)

Até lá gente! Beijo!!!

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Recent Posts

Formulário de contato